Notícias

ANP divulga arrecadação de petróleo nas principais cidades Leste Fluminense.

06/01/2020 - Ranking dos royalties de petróleo. As principais do Rio de Janeiro.

noticias

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) divulgou a previsão de arrecadação que o país deverá ter até 2023 em receitas de royalties de petróleo. Promissor, o pré-sal vem sendo explorado e poderá render valores na casa dos bilhões de reais para um município do Leste Fluminense. A ANP prevê que o país deva receber, ainda em 2019, até R$ 26,6 bilhões. A arrecadação aumentará nos próximos anos. Até 2023, a União receberá mais de R$ 130 bilhões em royalties. Outra arrecadação que passa da casa dos bilhões é a do estado do Rio de Janeiro. Até o final desse ano, deve entrar nos caixas Fluminenses R$ 5,2 bilhões. Ano que vem, o estado vai receber R$ 6,3 bilhões. A partir daí, a cada ano, a arrecadação aumentará em R$600 milhões até 2022 (2021 – R$ 6,9 bi; 2022 – R$ 7,5 bi), e chegará à casa dos R$ 7,9 bi em 2023. Maricá, a partir de 2022, também terá a bagatela de R$ 1 bilhão pra chamar de sua. Até lá, as cifras são na casa dos milhões. Até o fim desse ano, a cidade deve receber, ao todo, R$ 715.061.400,00 (setecentos e quinze milhões, sessenta e um mil e quatrocentos reais). Para 2020, a previsão é de pouco mais de R$ 917 milhões. Em 2021, entrarão nos caixas maricaenses R$ 931.801.000,00 (novecentos e trinta e um mil, oitocentos e um reais). No ano seguinte, a cidade entra no “clube dos bilionários” e terá, a sua disposição, R$ 1.030.637.400,00 (um bilhão, trinta milhões, seiscentos e trinta e sete mil e quatrocentos reais). As cifras aumentam para 2023, quando Maricá receberá R$ 1.128.837.800,00 (um bilhão, cento e vinte e oito milhões, oitocentos e trinta e sete mil e oitocentos reais). Outra observação interessante é a de que Niterói perderá o posto de “princesa dos Royalties” a partir de 2022. Entretanto, a arrecadação continuará acima dos R$ 500 milhões. Até o fim de 2019, a cidade receberá pouco mais de R$ 530 milhões. A maior arrecadação em um ano nos próximos cinco anos será em 2020: a cidade receberá R$ 588.227.000,00 (quinhentos e oitenta e oito milhões e duzentos e vinte e sete mil reais). A partir daí, percebe-se uma leve queda: em 2021, serão R$ 559.445.200,00 (quinhentos e cinquenta e nove milhões, quatrocentos e quarenta e cinco mil e duzentos reais); em 2022, R$ 550.664.600,00 (quinhentos e cinquenta milhões, seiscentos e sessenta e quatro mil e seiscentos reais); em 2023, R$ 531.166.700,00 (quinhentos e trinta e um milhões, cento e sessenta e seis mil e setecentos reais). Quem deve assumir o posto de Niterói é a Capital Nacional do Surf, Saquarema. A previsão de recebimento de royalties cresce a cada ano que passa. Em 2019, a previsão é pouco maior que R$ 300 milhões. Em 2020, a ANP prevê que a cidade receba R$ 490.525.400,00 (quatrocentos e noventa milhões, quinhentos e vinte e cinco mil e quatrocentos reais). No ano seguinte, 2021, a arrecadação será de R$ 544.298.800,00 (quinhentos e quarenta e quatro milhões, duzentos e noventa e oito mil e oitocentos reais). Em 2022, Saquarema receberá R$ 640.665.200,00 (seiscentos e quarenta milhões, seiscentos e sessenta e cinco mil e duzentos reais). Para 2023, deve entrar nos caixas saquaremenses R$ 678.683.600,00 (seiscentos e setenta e oito milhões, seiscentos e oitenta e três mil e seiscentos reais). Cidades não litorâneas, Itaboraí e São Gonçalo também possuem previsões de recebimento de royalties, entretanto, as cifras chegam a, no máximo, pouco mais de R$ 35 milhões. Ao todo, nos cinco anos (2019 a 2023), cada cidade deve receber R$ 153.228.400,00 (cento e cinquenta e três milhões, duzentos e vinte e oito mil e quatrocentos reais).




Fonte: ANP

Outras Notícias

Justiça autoriza obras para construção do Porto de Jaconé, em Maricá (RJ).

Um projeto que há mais de 10 anos não sai do papel pode se tornar realidade em breve. O Governo do Estado do Rio de Janeiro conseguiu um...

Região Portuária do Rio terá o ‘Porto Maravalley’

De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação, Chicão Bu...

NA RIO OIL & GAS, MINISTRO DE MINAS E ENERGIA PREVÊ INVESTIMENTOS DE US$ 415 BILHÕES NOS PRÓXIMOS 10 ANOS EM O&G

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, participou na noite desta segunda-feira da cerimônia de abertura da feira Rio Oil & Gas 2020. Em sua fa...

Varejistas aceleram investimentos em logística e aplicativos. Entenda a disputa e o futuro do e-commerce

SÃO PAULO – O e-commerce brasileiro teve uma alta de quase 57% nas vendas nos primeiros oito meses do ano — totalizando R$ 42 bilh&...

Na crise, empresas migram para galpões.

Pequenos lojistas de shopping center e distribuidores de produtos de moda, por exemplo, encontraram uma forma mais barata e prática para econom...

Alta do e-commerce impulsionou a busca por espaços de distribuição; empresários antecipam investimentos para atender nova demanda

Enquanto a maior parte dos setores econômicos despencou para o vermelho em meio à pandemia do novo coronavírus, o de locaç&...

Niterói terá pólo econômico voltado para pesca e indústria naval.

As imediações do Canal de São Lourenço, na Região Portuária de Niterói, estão próximas ...

CEO da IDB Brasil garante investimento em Maricá em carta enviada às autoridades

CEO da IDB Brasil garante, em carta às autoridades, permanência do projeto MARAEY, com investimentos de R$ 11 bilhões em Maricá Emilio Izquierdo Merlo re...

Comperj: Empresas com isenção de ICMS devem gerar 3.500 empregos para população local, da construção à operação

De acordo com a Lei 8.707/2020 — sancionada pelo governador Wilson Witzel e publicada no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro desta terça-feira (dia...

Comperj: empresas terão que gerar empregos para todas as fases

As empresas que recebem isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) - por integrarem o Com...